Translate

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Fla aguarda hoje liberação de verba para quitar os salários dos funcionários e jogadores e pagar 13º

por Bruno Braga



O Flamengo aguarda a liberação da verba nesta quinta-feira para, enfim, colocar em dia os salários de outubro, novembro e garantir o pagamento de dezembro dos jogadores, que vencem no dia 25 de dezembro e o 13º salário. Na última segunda-feira o Conselho de Administração autorizou o adiantamento de R$ 27 milhões para acertar as despesas como salários e pendências judiciais. Para receber esse dinheiro, o clube comprometeu a maior parte do que tinha a receber pelo contrato de direitos de TV em 2013.

Com somente R$ 8 milhões disponíveis de direitos de transmissão no próximo ano( responsável por quase metade do total da receita do Flamengo), sem contar com os royalties de material esportivo até abril do ano que vem e somente com os R$ 2,5 milhões da Tim garantidos com patrocínio para 2013, a nova diretoria precisará gerar novas fontes de receita já no início do ano que vem para não ter dificuldades de sanar as dívidas. Os problemas judiciais com a Receita Federal também podem comprometer as finanças do clube. Tudo isso faz da situação financeira do clube uma incógnita para o ano que vem.

- A situação não é boa. Se fosse boa, não teria necessidade de se antecipar verbas. Mas temos de reverter com criatividade. Vamos ter de ter princípios de austeridade. Em um clube que tem 30 milhões de torcedores não vai haver problema para sanear as finanças – explicou o futuro presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello.

A verba de R$ 25 milhões de luvas só ficará disponível para o Flamengo em janeiro de 2013 se o acordo com a Adidas for fechado ainda neste ano. Caso a finalização fique para o ano que vem, a multinacional não deve antecipar o valor para o clube. O vice-presidente de planejamento e marketing do clube, Luiz Eduardo Baptista, negocia com empresas interessadas em estampar a camisa do clube no ano que vem e espera arrecadar ao menos R$ 40 milhões. Os acordos, no entanto, ainda estão indefinidos.

- Temos uma série de ações que vão ser tomadas, mas não só de uma vez. Temos o contrato com a Adidas e recursos que vão entrar mais à frente. Independentemente disso, temos de montar uma equipe campeã. Temos de ser criativos. A torcida não quer esperar. Ela quer craques e ídolos para entrar em campo – encerrou Wallim Vasconcelos, vice-presidente de futebol do Flamengo.




fonte link


siga-nos pelo twitter https://twitter.com/urubucarniceiro e fique por dentro das noticias do mais querido do mundo
Postar um comentário